22 de ago. de 2013

GAM APOIA MINISTÉRIO PÚBLICO EM AÇÃO CONTRA EXPLORAÇÃO DE MÁQUINAS CAÇA NÍQUEIS

A Operação Perigo Selvagem, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do MPRJ e pela Polícia Militar, na manhã desta quarta-feira (21/08), resultou na prisão de 22 pessoas, entre elas nove policiais militares, envolvidos em um esquema de exploração de máquinas caça-níqueis.
Segundo balanço divulgado no meio da tarde, também foram cumpridos 75 mandados de busca que resultaram na apreensão de R$ 500 mil, mil máquinas de caça-níqueis desmontadas e 87 montadas, 59 veículos, aparelhos digitais de identificação biométrica, notas promissórias, computadores e um contador de cédulas. Além disso, foram apreendidos um revólver e duas pistolas, 134 munições, três carregadores e uma luneta para fuzil.
Os acusados atuavam em Bangu, Realengo e Campo Grande, além de outros bairros da Zona Oeste, e em Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio. A quadrilha utilizaria instalações da empresa Ivegê, em Bangu, de propriedade de Iggnácio, como quartel-general da quadrilha.
Os mandados foram cumpridos por cerca de 400 homens do MPRJ e da Polícia Militar, com o apoio de mais de 100 viaturas e dois helicópteros. Havia também mandados de prisão contra o contraventor Fernando Iggnácio, que foi procurado em duas propriedades, em São Conrado e na Costa Verde, mas não foi localizado.


Material apreendido na Operação Perigo Selvagem
Material Apreendido na Operação