8 de mar. de 2013

SUPERCÂMERAS INOVAM PATRULHAMENTO AÉREO NA PM

Novo esquema de policiamento pelo ar do Rio começa em abril. Equipamento de R$ 3 milhões será instalado em helicópteros para monitorar a cidade e auxiliar operações.
O helicóptero policial paira no ar, quase invisível, a 4 km do teatro de operações, uma pacificação de favela com resistência de traficantes. De longe, a supercâmera fixada na aeronave aproxima a imagem dezenas de vezes e identifica quatro homens armados removendo blocos de drogas, às pressas, de um casebre para um carro. O oficial tripulante se comunica com o comandante da operação em terra e dá as coordenadas do local. Em pouco tempo, quatro equipes surpreendem o bando por trás e prendem os traficantes.
Esta é uma situação hipotética. A partir de abril, porém, o Grupamento Aeromóvel (GAM) da Polícia Militar do Rio contará com supercâmeras para o novo patrulhamento aéreo permanente, que será implantado no Rio. Serão três helicópteros equipados com câmeras de alta tecnologia, semelhantes às usadas por redes de TV. Um episódio que demonstrou o poder dessas máquinas foi a imagem da fuga em massa de traficantes, na tomada dos complexos do Alemão/Penha, em novembro de 2010. O registro valeu prêmios para a TV Globo e chamou a atenção para o potencial estratégico para uma força policial.



Confira aqui a reportagem completa: